Menu

Posts recentes

1 de janeiro de 2011

Objetivos para se alcançar a meta G65

 


Algum tempo atrás lí um livro de Gustavo Cerbasi – Adeus, aposentadoria – que tem muito a ver com a minha maneira de pensar a respeito do planejamento para aposentadoria. No livro há o seguinte trecho que acho bem interessante por ser imensamente simples e óbvio:

Cuidar bem de seu futuro financeiro significa assegurar ganhos para seu sustento, mesmo que você não possa ou não deseje trabalhar. Para conseguir isso, você precisa de uma ou mais das seguintes soluções:

    • poupar regularmente e acumular um patrimônio significativo e que lhe gere uma renda maior do que espera consumir;
    • acumular conhecimentos e diferenciais que façam de você um profissional muito solicitado e com potencial para exercer diversas atividades, a ponto de poder selecionar o que lhe interessa;
    • criar fontes de renda que não dependam de você, como direitos autorais, royalties ou negócios que funcionem sem intervenção significativa de sua parte.
 
Deixo claro que aposentadoria, para mim, nada mais é que a fase em que se inicia após a conquista da independência financeiramente, portanto, não tem nada haver com a idade e inatividade.
 
As soluções propostas por Cerbasii são factíveis, mas colocá-las em prática exige muita paciência, disciplina e estudo. Com certeza o caminho para se alcançar a verdadeira independência financeira é longo e pedregoso. É necessário uma boa preparação para se aventurar nesta maratona.
 
Destaco alguns pontos básicos que nunca deverão ser negligenciados:
 
  • Equilibrar o padrão de vida - Antes de começar a pensar em independência financeira, é importante viver de forma inteligente e fazer sobrar dinheiro. Sim, porque esse capital poupado é que será usado para investir e gerar renda;
  • Usar o salário para comprar ativos - Com um orçamento devidamente controlado, é hora de aprofundar-se no conhecimento relacionado ao poder de multiplicar seu patrimônio.
  • Empreender - Começar o próprio negócio, o sonho de muita gente. Esta é a verdadeira maneira de se enriquecer.
 
Diante do exposto acima me atrevo a afirmar que a minúscula parte da população brasileira conseguirá chegar à tão almejada liberdade financeira. Basta dar uma olhadela no nível da educação básica da população, para não dizer da educação financeira. Portanto, privilegiados são aqueles que começam a caminhada, pois se destacam da grande maioria.


Como já dito, devido as idéias bem afinadas, as soluções propostas por Cerbasi em seu livro se tornaram meus objetivos para se conquistar a independência financeira, a meta G65.